Camilo reúne opositores em comemoração aos seus 50 anos

O pré-candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, e o senador Eunício Oliveira (MDB-CE), voltaram a estar juntos pelo mesmo propósito, neste domingo (3), no Santuário de Nossa Senhora da Assunção, no bairro Vila Velha.

Não, nada a ver com as eleições deste ano. Mas, sim, pelos 50 anos do governador Camilo Santana (PT), que reúne nesta manhã familiares, políticos, empresários, amigos e cidadãos comuns. Além de Ciro e Eunício, também se encontram presentes o ex-governador Cid Gomes, o prefeito Roberto Cláudio, o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito Filho, e o presidente da Assembleia Legislativa, Zezinho Albuquerque.

O filho de Camilo, Pedro, fez leitura em homenagem ao pai e emocionou os presentes à missa, que reúne secretários estaduais como Artur Bruno (Sema) e Fabiano Piúba (Secult) e municipais com lpídi Nogueira (Direitos Humanos e Desenvolvimento Social), dirigentes de órgãos públicos e movimentos sociais como quilombolas, indígenas e ciganos.

O ato foi uma ideia de Eudoro e Hermengarda, pais de Camilo, que queriam comemorar junto a setores populares. O irmão de Camilo, Tiago Santana, com sua mulher, veio dos EUA, onde mora, e prestigia a missa.

Os deputados federais Chico Lopes (PCdoB), Leônidas Cristino (PDT), André Figueiredo (PDT), José Guimarães (PT), Antonio Balhmann (PDT) e Odorico Monteiro entre alguns parlamentares que bateram o ponto no ato. Entre estaduais Rachel Marques (PT), Leonardo Araújo (MDB), Carlos Felipe(PCdoB) e Walter Cavalcante, que tem militância política na Vila Velha.
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: