» » Repolho, Couve-Flor e Brócolis Reduzem Chances de AVC e Cardiopatias


Uma nova pesquisa da Universidade da Austrália Ocidental analisou se comer vegetais pode estar associado a um menor risco de doença cardíaca e derrame (AVC).

A equipe registrou as dietas de mais de 900 mulheres acima de 70 anos e mediu a espessura da parede da artéria carótida (a principal artéria do pescoço). Uma artéria carótida espessa é associada a doenças cardíacas e risco de derrame.

As mulheres que relataram comer três ou mais porções de vegetais por dia tinham as paredes das artérias mais finas em comparação com as que comiam menos de duas porções de vegetais por dia. Paredes das artérias mais finas significam que os vasos sanguíneos são mais desobstruídos e capazes de movimentar o sangue.

Mas nem todos os vegetais parecem ser igualmente eficazes. Os vegetais crucíferos, um grupo que inclui repolho, couve-flor, brócolis e couve de Bruxelas, parecem ter uma maior associação com a espessura da parede da artéria.

No entanto, qualquer efeito potencial provavelmente é bem pequeno. A diferença na espessura da parede arterial entre as mulheres que comem três porções de vegetais e aquelas que comem menos de duas porções foi de apenas 0,04 milímetros, equivalente a uma redução de 4,6%.

Já as fruta não foram ligadas ao mesmo tipo de efeitos, sugerindo que elas pode não ser tão importantes para essa área específica da nossa saúde.

Pesquisas anteriores descobriram que dietas ricas em frutas e vegetais estavam associadas a efeitos positivos sobre a saúde, mas este estudo é o primeiro a examinar os possíveis efeitos de grupos específicos de vegetais.

Entretanto, a pesquisa está longe de ser conclusiva. O estudo mostra apenas uma associação entre a ingestão de vegetais e a espessura da parede da artéria, e não uma relação de causa e efeito. Não se sabe ao certo se essas associações realmente têm algum impacto significativo em nossa saúde.

Os cientistas demonstraram que a redução da espessura da parede da artéria carótida em 0,1 milímetros está associada a uma redução de 10 a 18% no risco de doença cardíaca e acidente vascular cerebral. Eles estão esperançosos de que as reduções nas paredes das artérias menores, observadas em pessoas que comem muitos vegetais, tenham um efeito semelhante, mas não observaram se essas mulheres em particular tinham mais ou menos doença cardíaca ou derrame.

Não está claro exatamente como os vegetais podem impactar positivamente a nossa saúde. Os pesquisadores especulam que o potássio e nitratos de vegetais podem ser os responsáveis, uma vez que a associação foi enfraquecida quando esses fatores foram ajustados na pesquisa.

Mas os mecanismos pelos quais a espessura da parede arterial é determinada são ainda mais intrigantes. Os pesquisadores sugeriram que os vegetais podem reduzir o risco de formação de placas nas artérias ou reduzir as chances de pacientes desenvolverem pressão alta. Qualquer um desses fatores pode causar espessamento das paredes das artérias.

Até que os cientistas tragam mais pesquisas, não teremos provas conclusivas sobre quais vegetais têm o melhor impacto sobre a nossa saúde. Mas todos nós sabemos como eles são saudáveis, e não custa nada adicioná-los cada vez mais em nossas dietas diárias, não é verdade?  

Sobre Ivanildo Souza

Ivanildo Souza falará em breve algo pra você, aguarde!
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

ANUNCIE AQUI ! ACREDITEM NO CRESCIMENTO DE POTENGI!