Após decisão sobre Lula, STF recebe liminar contra prisão em 2ª instância

Foi apresentado ao STF (Supremo Tribunal Federal) nesta quinta-feira (5), em uma das ações que questionam a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância, um novo pedido de decisão liminar (provisória) para garantir que réus condenados só possam ser presos após o julgamento do processo pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça).

O pedido, se concedido, poderá beneficiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que ontem teve recurso com pedido semelhante negado pelo STF.
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: