» » Líder do Governo alega segurança da família como motivo para não investigar narcotráfico


O pedido para instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigue o tráfico de drogas no Estado, em tramitação na Assembleia Legislativa desde 2015, dividiu os parlamentares, ontem, durante discussões na sessão ordinária do dia. O governador Camilo Santana (PT) já defendeu, em entrevista a instalação da CPI, mas alguns deputados, temendo represália, rechaçam a ideia. O líder do Governo na Assembleia, Evandro Leitão, foi o mais enfático contra a instalação da CPI, alegando a sua condição de chefe de família.

“É muito fácil estar se cobrando nesta Casa a CPI do Narcotráfico. Eu botar minha assinatura, não boto, não. Eu tenho três filhos para criar, eu tenho um neto, eu não ando com segurança 24 horas do meu lado. Querer jogar a população contra essa Casa não é justo. Se quer fazer uma CPI, quem desejar pôr seu nome nessa comissão, que assim o faça.” 

A frase surgiu num contexto em que ele rebateu críticas do deputado estadual Capitão Wagner à política de segurança do Estado. Evandro deixou claro confiar na Polícia, que investiga e prende traficantes e assim cumpre seu papel.

Sobre POTENGI NA INTERNET

Ivanildo Souza falará em breve algo pra você, aguarde!
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

ANUNCIE AQUI ! ACREDITEM NO CRESCIMENTO DE POTENGI!