Camilo cobra Michel Temer por força-tarefa prometida para combater crime organizado


O governador do Ceará, Camilo Santana, disse em entrevista, nesta segunda-feira (5), que cobrou do presidente da República, Michel Temer, a força-tarefa e o reforço da Polícia Federal, prometidos durante reunião, em Brasília, realizada há uma semana. Camilo também afirmou ter solicitado outro encontro com a participação de todos os governadores do Nordeste e a presença dos presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia; do Senado Federal, Eunício Oliveira; e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Carmem Lúcia; além do ministro da Justiça, Torquato Jardim.

A reunião, a pedido do gestor cearense, deverá acontecer antes do Carnaval, também em Brasília, segundo ele.

"Nesta segunda-feira (5) completa uma semana do anúncio da medida e até agora nada de concreto", reclamou Camilo, durante a inauguração da Escola de Ensino Médio Gentil Barreira, no Conjunto Ceará,e abertura do ano letivo 2018.

Segundo o governador cearense, a violência ocorre em todo o território nacional e deve ser combatida com ações conjuntas, com coordenação da União. "O próprio ministro da Justiça já falou que é um problema federal e precisa ser enfrentado. E esse é o momento, como tenho defendido, de construir um sistema nacional de segurança pública, com planejamento, fundo com recursos, contenção de fronteiras. Por isso, estou chamando os governadores nordestinos, pois foi no Nordeste e Norte onde houve maior crescimento do crime. Vamos reforçar esse ideia nesse encontro em Brasília".

DN Online
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: