Chuva volta a cair no Ceará neste sábado (13)

Foto: Gioras Xerez/G1 Ceará
O município de Pacatuba registrou a maior chuva deste sábado (13), segundo monitoramento da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). De acordo com o órgão choveu 80 milímetros a cidade. Fortaleza registrou desde a meia-noite deste sábado precipitações de 5,8 milímetros. Porém, o acumulado entre sexta-feira e sábado foi de 9,0 milímetros. A segunda maior chuva foi em Arneiroz com 17,0 milímetros. Foram registradas precipitações nas cidades de Jati (15,8 milímetros); Várzea Alegre (15,2 milímetros); Abaiara (15,0 milímetros); Eusébio (8,0 milímetros); Iguatu (8,0 milímetros) e Itaitinga (7,0 milímetros). 10 maiores chuvas por Municípios no dia:

Pacatuba (Posto: Pacatuba) : 80.0 mm
Arneiroz (Posto: Cachoeira De Fora) : 17.0 mm
Jati (Posto: Sitio Macapa) : 15.8 mm
Várzea Alegre (Posto: Varzea Alegre) : 15.2 mm
Abaiara (Posto: Abaiara) : 15.0 mm
Fortaleza (Posto: Fund.ma.nilva(agua Fria)) : 9.0 mm
Eusébio (Posto: Eusebio) : 8.0 mm
Iguatu (Posto: Iguatu) : 8.0 mm
Itaitinga (Posto: Itaitinga) : 7.0 mm
Brejo Santo (Posto: Poco Do Pau) : 6.0 mm
Previsão para o sábado
No decorrer do dia, nebulosidade variável com chuvas no centro-sul e serra da Ibiapaba. Nas demais regiões, céu parcialmente nublado.
Previsão para o domingo
Ao longo do dia, nebulosidade variável com chuvas em todo o estado.
Previsão para segunda-feira
Nebulosidade variável com possibilidade de chuvas isoladas na faixa litorânea e centro-sul do estado. Nas demais áreas, céu parcialmente nublado.
Nuvens em todo o Ceará
O motivo das boas chuvas no Ceará é que segundo a Funceme, existem várias nuvens em grande parte do território cearense. Imagem do satélite mostra presença de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis que provoca a precipitação.

Pré-estação chuvosa
As primeiras chuvas de 2018 garantiram um aporte de 1 milhão de metros cúbicos de água aos reservatórios cearenses monitorados pela Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh). O volume é suficiente para abastecer uma cidade de 150 mil habitantes durante um mês, conforme a companhia. Apesar do alívio das chuvas, a situação segue crítica no Ceará. A capacidade total dos 155 açudes monitorados pela Cogerh é 18,6 bilhões de m³ e apresentam atualmente volume de 1,31 bilhão m³ (7% da capacidade total). Nesta segunda-feira, houve aporte nos açudes Lima Campos e Thomás Osterne, da bacia do Salgado, e Canoas, da bacia do Alto Jaguaribe. Foram registradas chuvas em 26 postos pluviométricos monitorados pela Funceme.


Nesta sexta-feira, houve aporte nos açudes Lima Campos, Thomás Ostherne e Olho D’Água, da bacia do Salgado, Batente, das bacias Metropolitanas, e Forquilha, da bacia do Acaraú. Foram registradas chuvas em 13 postos pluviométricos monitorados pela Funceme.
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: