» » » Febre Amarela: outra epidemia à espreita?



Marcada por náusea e dor de cabeça, doença transmitada pelo Aedes aegypty gera preocupação mundo afora.

Desde o final de 2015, um surto de febre amarela urbana em Angola atingiu 3552 pessoas e causou 355 mortes. O problema já se espalhou para Congo, Quênia e China e há um temor que se torne uma epidemia global. O vírus é transmitido por meio de mosquitos da família Aedes em florestas e, num cenário de muitos insetos e poucas vacinas, pode migrar para as cidades. A Organização Mundial da Saúde coordena atualmente um programa de vacinação em massa na região para conter a ameaça.

Na semana passada um psicólogo de 43 anos foi internado em Brasília com os sintomas da febre amarela e ontem ele morreu com o diagnóstico da doença. Ele fora vacinado há 19 anos e segundo a OMS, a vacina tem 95% de eficácia, apesar de que o Distrito Federal encontra-se em área de risco da doença.

Como se proteger
A febre amarela urbana está controlada no Brasil desde 1942. Isso ocorreu graças a um eficiente sistema de imunização em toda a região Norte e Centro-Oeste, além de boa parte do Nordeste, Sudeste e Sul. Se você viajar para uma área onda há transmissão é essencial tomar a vacina na rede pública.

Sobre Ivanildo Souza

Ivanildo Souza falará em breve algo pra você, aguarde!
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

ANUNCIE AQUI ! ACREDITEM NO CRESCIMENTO DE POTENGI!