» » Polícia identifica 18 estudantes em agenda de fraudador do Enem 2016

A Polícia Civil de Goiás apreendeu a agenda de Antônio Carlos da Silva Francisco, suspeito de vender vagas em concursos e preso na terceira fase da Operação Porta Fechada, com uma relação de 18 candidatos que tentaram fraudar o Enem 2016. A ação deflagrada na segunda-feira (30), capturou outros sete aliciadores de candidatos dispostos a comprar provas.
As anotações manuscritas preenchem 10 páginas da agenda e têm o título "Relação candidatos". Os candidatos receberam números de 1 a 18. Da relação, cinco conseguiram a aprovação com a fraude. Sob cada nome, a agenda contém anotações com o número do CPF, a pontuação ligada ao Enem, um número de inscrição e uma senha. A senha de um aluno era "halls preto".
Segundo os investigadores, o documento revela a ousadia do grupo - ao lado do nome de alguns candidatos, a agenda traz cálculos sobre a quantidade de pontos necessários para aprovação.
A anotação referente ao estudante identificado pelo número 17 indica "Pontos 802,54". "813,2 + 746,4 + 757,8 + 975,3 - Redação 720".
A venda de vagas do Enem foi descoberta pela Operação Porta Fechada em meio à investigação sobre fraudes no concurso para delegados. A nova fase da operação identificou que os 13 primeiros colocados na prova objetiva para delegados foram aprovados mediante a compra de suas vagas.

Sobre Ivanildo Souza

Ivanildo Souza falará em breve algo pra você, aguarde!
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

ANUNCIE AQUI ! ACREDITEM NO CRESCIMENTO DE POTENGI!