» » IBGE realiza novo Censo Agropecuário


Pesquisadores já estão em campo para descobrir o que, em uma década, mudou nas atividades rurais do Brasil. Eles participam do Censo Agropecuário 2017.

O que começa a ser desenhado é um mapa do Brasil rural em números e detalhes. Qual é a produção agrícola do país? Quantos rebanhos? Que tipos de animais são criados? Quem são os agricultores e pecuaristas e como eles trabalham? Nas entrevistas, serão levantadas informações sobre área, produção, características do pessoal ocupado, emprego de irrigação, uso de agrotóxicos, entre outros temas.

Dezenove mil recenseadores do IBGE começaram, no domingo (1º), uma coleta digital dos dados, que vai até fevereiro. O censo vai passar por 5,3 milhões de propriedades agropecuárias.Os resultados do Censo Agropecuário 2017 devem começar a ser divulgados pelo IBGE em meados de 2018.

“É uma atividade da mais alta importância não só para o IBGE, mas principalmente para o país. O agronegócio influencia de maneira definitiva e muito profunda a todo desempenho da economia brasileira”, disse o ministro do Planejamento, Dyogo Henrique de Oliveira.

O IBGE não vai fazer distinção do tamanho da área, pode ser qualquer pedaço de terra. O que importa é a produção agrícola e a criação pecuária, para sustento da família ou para o comércio. E o censo já constatou uma tendência: pequenos sítios, onde pais e filhos plantam e colhem para vender em feiras da região. É o crescimento da agricultura familiar.

Tecnologia
A coleta de dados para o Censo Agro 2017 será inteiramente digital, por meio dos Dispositivos Móveis de Coleta (DMCs), que rodam um aplicativo inteiramente desenvolvido pela Diretoria de Informática do IBGE e serão capazes de mostrar a imagem do setor censitário, a posição do recenseador no terreno e os endereços dos estabelecimentos a serem recenseados.
Com a tecnologia, também será possível identificar novos estabelecimentos e cadastrá-los. “Além disso, para garantir que as informações sejam coletadas no setor determinado, o sistema utiliza o GPS e, inclusive, não permite que o questionário do Censo Agro seja aberto fora do local correto”, informou o IBGE.
O novo sistema também vai melhorar a crítica dos dados, orientando os recenseadores durante a coleta, para que o questionário seja preenchido de forma correta. “À medida que o recenseador coleta as informações, os dados já começam a ser transmitidos e conferidos”.
Nova Pesquisa
O Censo Agropecuário 2017 também vai subsidiar a implantação do cadastro de estabelecimentos agropecuários e do Sistema Nacional de Pesquisas Agropecuárias, que permitirá a criação da Pesquisa Nacional por Amostra de Estabelecimentos Agropecuários.
A pesquisa irá a campo anualmente captar dados detalhados sobre receitas e despesas na produção, crédito e seguro rural, proteção de mananciais, conservação da fauna e flora, uso de agrotóxicos, técnicas de produção, além da situação social e familiar dos trabalhadores do campo.

Sobre Ivanildo Souza

Ivanildo Souza falará em breve algo pra você, aguarde!
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

ANUNCIE AQUI ! ACREDITEM NO CRESCIMENTO DE POTENGI!