Cunha só deve depor na próxima semana sobre desvios no FGTS


A 10ª Vara de Justiça Federal em Brasília retoma nesta terça-feira os depoimentos sobre os desvios de Eduardo Cunha e companhia na vice-presidente de FGTS da Caixa. A expectativa, no entanto, é de que Cunha não fale ainda, de novo, informa o colunista Lauro Jardim, do, O Globo.

Isso porque a audiência começa com as perguntas que Cunha elaborou junto de seu advogado para Lúcio Funaro, antigo sócio e atual desafeto. São mais de 200 questionamentos e a sessão está prevista para acabar às 14h. Não deve dar tempo.

E o advogado não deve ter impedimento para perguntar. Pessoas envolvidas nas investigações do caso também estão interessados em ouvir as perguntas, na expectativa de que Cunha aponte direções ou pontos ainda não cobertos pela força-tarefa. Foi o que ele fez quando redigiu 22 perguntas para Michel Temer, nesse mesmo processo.

A demora ainda beneficia Cunha. As instalações de Cunha em Brasília são mais dignas do que às quais ele está acostumado no Complexo Médico Penal, em Curitiba.
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: