LAVA-JATO: STJ mantém operador de Geddel preso


O ministro do STJ Rogério Schietti acaba de recusar o pedido de Gustavo Ferraz, o operador de Geddel Vieira Lima, para ser solto.

Ele foi preso na Operação Tesouro Perdido, que encontrou R$ 51 milhões em um apartamento usado pelo ex-ministro.

A defesa de Gustavo Ferraz alegou não haver provas de seu envolvimento, e afirmou só ter sido encontrada uma impressão digital parcial do dedo anelar em uma das sacolas de dinheiro.

Para Schietti, há indícios suficientes para a prisão.
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: