Geddel diz que Temer deve se preocupar com a própria pele


Delator potencial, o ex-ministro Geddel Vieira Lima disse a aliados antes de ser preso pela segunda vez que Michel Temer "devia se preocupar menos com sua imagem e mais com a própria pele"; afirmação do ex-braço direito de Temer reforça um temor do Planalto: um possível acordo de delação premiada entre Geddel e a força-tarefa da Operação Lava Jato, já que o peemedebista também teria dito que não aguentaria uma semana preso; o governo quer enterrar a segunda denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra Temer "antes que Geddel fale"

Bahia 247 - Delator potencial, o ex-ministro Geddel Vieira Lima disse a aliados antes de ser preso pela segunda vez que Michel Temer "devia se preocupar menos com sua imagem e mais com a própria pele".

A afirmação do ex-braço direito de Temer reforça um temor do Planalto: um possível acordo de delação premiada entre Geddel e a força-tarefa da Operação Lava Jato, já que o peemedebista também teria dito que não aguentaria uma semana preso.

De acordo com O Globo, o governo quer enterrar a segunda denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, contra Temer "antes que Geddel fale".

Por outro lado, a avaliação é de que o cenário 'é mais favorável' a Temer do que na primeira denúncia. Um dos motivos é o desgaste de Janot, além das contradições dos irmãos Joesley e Wesley Batista e a atuação supostamente ilegal do ex-procurador Marcelo Miller no processo.
CURTA ESSA MATÉRIA PELO FACEBOOK: