» » Ministério Público vai pedir quebra de sigilo bancário de ex-assessor de Temer

O Ministério Público tem um rosário de provas de que Tadeu Filippelli, assessor de Michel Temer preso pela Polícia Federal nessa terça-feira, encheu o bolso de propina durante a construção do Estádio Mané Garrincha, em Brasília.

Parte era paga em dinheiro vivo e outra, em transferências bancárias. Aí é que está o problema, segundo a Coluna Radar, da Veja Online.

Os procuradores pedirão a quebra dos sigilos bancários de Filippelli e dos ex-governadores do Distrito Federal José Roberto Arruda e Agnelo Queiroz, também presos hoje, além de pessoas e empresas ligadas a eles. Os investigadores apostam que daí surgirá ao menos um fragmento significativo da fortuna embolsada pelas excelências.

(Informações da Veja Online)

Sobre Ivanildo Souza

Ivanildo Souza falará em breve algo pra você, aguarde!
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

ANUNCIE AQUI ! ACREDITEM NO CRESCIMENTO DE POTENGI!