» » Temer reage a Renan e pede exclusão total do senador do Planalto

A relação entre Michel Temer e Renan Calheiros piorou nas últimas semanas e os dois romperam politicamente após desavenças. A partir de agora, como forma de retaliação ao líder do PMDB no Senado, o presidente Temer passou a negociar cargos e matérias do Congresso Nacional diretamente com senadores do PMDB.

Segundo a colunista Andreia Sadi, do G1, o atrito entre os dois piorou após reiteradas críticas do senador alagoano ao governo federal, principalmente, na área econômica. Calheiros participou recentemente de um jantar na casa da senadora Katia Abreu (PMDB-TO) e usou o encontro para fazer novas críticas ao presidente da República. Integrantes do governo Temer avaliam que o presidente do Senado tem “esticado a corda”, o que praticamente inviabiliza uma recomposição com o Planalto.

A publicação destaca que, em meio aos embates, o governo considera que Renan tem um pequeno grupo de peemedebistas lhe apoiando, entre eles os senadores Katia Abreu, Roberto Requião (PR), Rose de Freitas (ES), Helio José (DF) e Valdir Raupp (RO).

O Planalto julga que Kátia Abreu e Roberto Requião sejam “perdidos”, sem brecha para negociação. Já os demais, nas palavras de um auxiliar de Temer, “usam a guerra pessoal de Renan para serem atendidos”. Ou seja, buscam cargos em troca de fidelidade ao governo.

Diante deste cenário, uma estratégias do governo será a negociação no “varejo”, afirma a colunista Andreia Sadi.

Além disso, apostar no desgaste político de Renan com os desdobramentos da Lava Jato é uma das medidas do governo Temer.

Sobre Ivanildo Souza

Ivanildo Souza falará em breve algo pra você, aguarde!
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

ANUNCIE AQUI ! ACREDITEM NO CRESCIMENTO DE POTENGI!