» » Assembleia debate atraso nos repasses de prefeituras a serviços de hemodiálise



A Comissão de Seguridade Social e Saúde da Assembleia Legislativa discute, na quinta-feira (9), a partir das 14h30, o atraso no repasses financeiros aos serviços de nefrologia por parte de várias prefeituras cearenses. Segundo o presidente da Associação dos Pacientes Renais do Ceará (Asprece), Sebastião Sobreira, o cenário "pode comprometer o atendimento aos doentes renais crônicos do Ceará".

"As clínicas estão sucateadas e vão mal do ponto de vista financeio", denuncia Sebastião. Ele esclarece que uma pessoa que depende de hemodiálise três vezes por semana por morrer se ficar sem o atendimento. O Ceará conta, hoje, com 26 unidades de hemodiálise, sendo 12 em Fortaleza. São cerca de 4.300 pacientes em tratados nas clínicas e centros credenciados.

"Em algumas microrregionais de Saúde onde as clínicas foram construídas para oferecer o serviço de hemodiálise aos pacientes, o atraso no repasse dos recursos chega a seis meses", detalha o médico nefrologista Moisés Santana. Segundo ele, as clínicas arcam também com muitos custos não previstos nos convênios, como medicação, alimentação de pacientes e exames complementares, o que agrava ainda mais a situação financeira das unidades. "Estamos caminhando para um colapso no atendimento ao doente renal crônico do Ceará", alerta.



CEARÁ NEWS 7

Sobre Ivanildo Souza

Ivanildo Souza falará em breve algo pra você, aguarde!
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

ANUNCIE AQUI ! ACREDITEM NO CRESCIMENTO DE POTENGI!