» » A Festa de Reis no terreiro do Mestre Antonio Luiz em Potengi


Para celebrar o Dia de Reis e manter a tradição neste inicio do ano de 2017, comemorado no dia 06 de janeiro, o grupo liderado por seu Antonio Luiz, se reuniu mais uma vez na noite de ontem sexta-feira na casa do agricultor na localidade conhecida por Sitio Sassaré. 


O evento cultural tinha início para começar ás 19hs, mais quando a nossa equipe do "Potengi Na Internet" chegou o terreiro do mestre Antonio Luiz já se encontrava totalmente lotado antes do horário previsto.  


Segundo seu Antonio Luiz que é destaque como "Tesouro Vivo da Cultura" no município a tradição de “brincar o reisado” vem sendo repassada de geração em geração e o grupo segue a tradição deixada pelo pai, Luiz Gonzaga de Souza, já falecido. 

Conhecendo um pouco mais sobre o Reisado de Caretas de Potengi,CE.

A Dona Neuza mãe do mestre Antonio Luiz (in memória) contava histórias do seu Avô brincando reisado nos terreiros da antiga casa da família, por volta da década de 30, às margens da Lagoa do Sassaré, desse tempo não temos registros, em seguida a tradição do Reisado de Caretas de Potengi foi comandada pelo Mestre Raimundo Maximiano (in memória) no Sítio Rosário que todos os anos realizava uma apresentação no Sítio Sassaré, os descendentes do Mestre Maximiano foram os Mestre Chagas e Mestre Muliquim (in memória), esses realizavam a brincadeira na sede do município, e é aí que Antonio Luiz, por volta de 1975 entra no grupo de brincantes, Mestre Chagas era apenas dono do material e organizador da brincadeira, quem puxava mesmo era o Mestre Muliquim, com as muitas dificuldades que se enfrentavam, o reisado perdeu forças, Mestre Chagas com problemas de saúde já não tinha mais a mesma força de organizar a festa do dia 06 de Janeiro, então o brincante Antonio Luiz faz um esforço e compra parte do material, entre esse material, máscaras e figuras, e assim recomeça uma nova temporada do reisado do Sassaré, Antonio Luiz passa o que aprendeu para agricultores e familiares do Sassaré, a partir daí começam aparecer convites para eventos, pessoas de outras regiões visitam o Sassaré para ver o reisado, pesquisadores, jornalistas, produtores culturais, entre eles, o dirigente do filme Romances de terre et d’eau que leva imagens da manifestação para outros horizontes.

Nas visitas à casa do Mestre Antonio Luiz todos são bem recebidos, pois é satisfação da sua vida contar um pouco de sua história, mostrar as máscaras e as figuras que ficam ali em uma espécie de sótão construído de varas exclusivamente para guardar o material, e nas conversas ele costuma falar “A gente tem que ensinar pras outras pessoas, pra manter nossa cultura viva.”



 As Figuras

As Figuras do Reisado de Caretas do Sassaré são as seguintes: O Velho Bacurau,  a Velha Quitéra, os Caretas, o Boi, a Burrinha, o Urubu (ou Urubaco), o Jegue, o Carneiro, o Cavalo e a Ema.


As Roupas

O modelo e cor das roupas foram escolhidas pelo Mestre Antonio Luiz, pois antes dessas roupas eles brincavam com qualquer tipo de roupas velhas porque não tinham condições de fazer do modelo certo, segundo o Mestre essas roupas ele viu ainda quando criança no reisado do Mestre Raimundo Maximiano do Sítio Rosário, mais quando fazia parte do grupo do Mestre Chagas não tinham condições de fazer iguais às tradicionais, então com a fundação da Associação do Rio de Moreiras, comunidade vizinha do Sítio Sassaré, foi feito um pedido através da associação à atual administração municipal no começo dos anos 90, e o nome Bumba Meu Boi que está escrito nas costas é por conta da música do boi, também foi um pedido do Mestre para colocar.
Do Sassaré para o Mundo

No Potengi: Todos os anos o reisado do Sassaré realiza a brincadeira tradicional no terreiro do Mestre Antonio Luiz, ou no terreiro da Capela, além dessa apresentação eles fazem outras apresentações nas escolas e em praças do município, e em outros sítios quando são convidados.

A primeira apresentação fora do Potengi foi no ano de 1989, nas comemorações de 80 anos do poeta Patativa do Assaré, na cidade de Assaré.

Os jovens brincantes que participam do evento não só na cidade de Potengi, mas em outros estados diz que precisam de mais incentivo e apoio da administração local para manter a tradição pois enfrentam muitas dificuldades e pedem ao poder público que não incentive somente a festa de Reis, mais outras culturas que estão esquecidas no município potengiense.

A Festa de Reis 

O Reisado é uma festa popular introduzida no Brasil pelos portugueses no período colonial e ainda hoje realizada em muitas cidades. O nome é dado aos festejos realizados por grupos que cantam os chamados ternos entre o Natal e o Dia dos Reis Magos, ou Dia de Reis (6 de janeiro), muitas vezes acrescentando às cantorias cenas baseadas em um enredo sobre o nascimento de Jesus e homenagens aos Três Reis Magos. Em geral, as festas são realizadas na rua, como procissões.

Uma das principais características do reisado são os trajes usados pelos participantes, em geral roupas muito coloridas, chapéus, fitas e espelhinhos.

Outra característica diz respeito à estrutura da festa. A maioria dos reisados festejados no Brasil transcorre segundo o mesmo roteiro: abertura da porta, entrada, louvação do Divino, chamadas do rei, peças de sala, danças, a guerra, as sortes, a despedida.

Por:Ivanildo Souza.

Sobre Ivanildo Souza

Ivanildo Souza falará em breve algo pra você, aguarde!
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe seu comentário

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

AQUI VOCÊ VÊ E SEUS CLIENTES TAMBÉM.

ANUNCIE AQUI ! ACREDITEM NO CRESCIMENTO DE POTENGI!